Tuberculose

 

 

O que é

 

A tuberculose, ou TB, é uma doença infecto-contagiosa causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (conhecida também como bacilo de Koch), que afeta principalmente os pulmões, mas que pode atingir também ossos, rins e meninges, as membranas que envolvem o cérebro¹. É a segunda causa de mortes por agente infeccioso único no mundo, ficando atrás apenas da Aids².

 

Quem está sob risco

 

Diabéticos e pessoas com deficiências no sistema imunológico, como os portadores de HIV, são as mais vulneráveis à doença³. Desnutrição, falta de higiene, tabagismo, alcoolismo ou outros fatores que causem baixa resistência favorecem o desenvolvimento da tuberculose⁴.

 

Sinais e sintomas

 

O intervalo entre a infecção e o surgimento de sintomas varia muito. Alguns desenvolvem a doença poucas semanas depois de terem sido infectadas. Outras ficam doentes somente anos depois, quando seu sistema imunológico está debilitado⁵. Em alguns casos, o bacilo alcança os pulmões mas nem mesmo chega a se manifestar⁶. O sintoma clássico da tuberculose é a tosse por mais de duas semanas com produção de catarro. Além disso, febre, fadiga, sudorese noturna, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento estão entre os principais sintomas da tuberculose. Com o avanço da doença, pode aparecer escarro com sangue³.

 

Transmissão

 

A tuberculose só se transmite pelo ar⁶. O contágio se dá por gotículas eliminadas pela respiração, fala, espirros e tosse. Para que a infecção ocorra, é necessário que ele chegue precisamente aos alvéolos pulmonares. Se não alcançar os pulmões, nada acontece³. Proximidade com pessoas infectadas e ambientes fechados e pouco ventilados facilitam a transmissão³.

 

Prevenção

 

A prevenção da doença é através de vacinação.³

 

Tratamento

 

O tratamento da tuberculose tem duração média de seis meses e são utilizados medicamentos específicos para a doença, de acordo com a prescrição médica.³,⁶ É fundamental seguir rigorosamente a orientação do profissional médico durante todo o período. A interrupção do tratamento, mesmo depois de meses em andamento, pode fazer o quadro regredir. Durante o tratamento não se deve ingerir bebidas alcoólicas, sob risco de causar hepatites, e é desaconselhável fumar⁶.

 

Para acessar as referências bibliográficas desta seção, clique aqui

 

PREVINA-SE, NÓS APOIAMOS ESTA IDEIA

Rua Domiciano Santana, 270 | Bairro Água Branca | Avaré-SP

Telefone: 14 3731-3251 - Celular:  14 99832-3006  - 14 99128-9439

 

© 2016 Clínica e Imunológica São Luís - Todos direitos reservados