Febre Amarela

 

 

O que é

 

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por um gênero de vírus conhecido como flavivírus. No Brasil, a forma urbana está erradicada desde 1942. Ainda assim, o risco existe, pois o outro tipo da doença, a febre amarela silvestre, não é erradicável, pois circula entre primatas de florestas tropicais¹.

 

Quem está sob risco

 

A doença ocorre principalmente nas regiões tropicais da África e da América do Sul, em especial nos cerrados e florestas. No Brasil ocorre com maior frequência entre os meses de janeiro e abril, quando aumenta o número de mosquitos transmissores².

 

Sinais e sintomas

 

As primeiras manifestações da febre amarela aparecem entre três e seis dias após a picada do mosquito, e compreendem febre alta, mal estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço e calafrios. Podem ainda surgir náuseas, vômitos e diarreia. Após três ou quatro dias, a maioria dos doentes (85%) recupera-se completamente e fica permanentemente imunizado contra a doença¹. Os outros 15% podem apresentar também sintomas graves, como icterícia (caracterizada por pele e mucosas amareladas), hemorragias, comprometimento dos rins (anúria), fígado (hepatite e insuficiência hepática), pulmão e problemas cardíacos que podem levar à morte³. As pessoas que sobrevivem recuperam-se totalmente sem sequelas¹.

 

Transmissão

 

Ambos os tipos são transmitidos por picada de mosquitos. A silvestre, pelo mosquito Haemagogus, e a urbana, pelo Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. O vírus, porém, é o mesmo, não havendo qualquer diferença na evolução da enfermidade. A doença não é transmitida de uma pessoa para a outra, somente por intermédio do mosquito³.

 

Prevenção

 

As únicas formas de evitar a febre amarela são combatendo os mosquitos transmissores e através da vacinação³.

 

Tratamento

 

O tratamento é apenas sintomático, com suporte hospitalar para hidratação e observação contínua. Não existe medicamento para combater o vírus da febre amarela. Em casos mais graves, o paciente pode precisar ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva³ e receber hemodiálise ou transfusão de sangue³.

 

Para acessar as referências bibliográficas desta seção, clique aqui

 

PREVINA-SE, NÓS APOIAMOS ESTA IDEIA

Rua Domiciano Santana, 270 | Bairro Água Branca | Avaré-SP

Telefone: 14 3731-3251 - Celular:  14 99832-3006  - 14 99128-9439

 

© 2016 Clínica e Imunológica São Luís - Todos direitos reservados