Caxumba

 

O que é

 

A caxumba, também conhecida como papeira ou parotidite infecciosa, é uma infecção viral das glândulas salivares (geralmente a parótida), sublinguais ou submandibulares, todas localizadas próximas aos ouvidos¹.

É raro, mas pode ocorrer reinfecção pelo vírus. No entanto, se a infecção se manifestou apenas de um lado, o outro pode ser afetado posteriormente se não houver imunização².

 

Quem está sob risco

 

A caxumba atinge mais as crianças, sendo mais grave nos adultos¹. Geralmente se manifesta em surtos nos meses de inverno e no começo da primavera².

 

Sinais e sintomas

 

Os sintomas costumam surgir de 12 a 25 dias após o contágio. Há inchaço das glândulas acometidas, acompanhado de dor no local¹. Há também dor muscular e ao engolir, febre, mal-estar, calafrios e falta de apetite².

Embora seja uma enfermidade de evolução benigna, em alguns casos podem ocorrer complicações mais graves, como inflamação dos testículos (orquite) e dos ovários (ooforite), que podem resultar em esterilidade. Em caso de dor no abdômen deve-se ficar atento para a possibilidade de pancreatite, e se houver rigidez na nuca, dor de cabeça e prostração, pode-se suspeitar de meningite asséptica².

 

Transmissão

 

Altamente contagiosa, a caxumba é causada por um vírus do gênero Paramyxovirus, transmitido por contato direto com gotículas de saliva de pessoas infectadas³. O período de incubação varia de 14 a 25 dias, e transmissão pode se dar a partir de dois dias antes até nove dias depois do aparecimento dos sintomas².

 

Prevenção

 

Além de evitar o contato com pessoas e objetos infectados, a prevenção da caxumba pode ser feita por meio da vacinação⁴.

 

Tratamento

 

Não existe tratamento específico para a doença². Geralmente, o próprio organismo se encarrega de se livrar da infecção. É indicado apenas repouso e o uso de medicamentos conforme prescrição médica para alívio dos sintomas¹. O indivíduo infectado não deve exercer atividades escolares ou trabalhar por um período de nove dias após o início da doença, para evitar transmissão e contribuir para a melhora do quadro¹.

 

Como o local da inflamação afeta a deglutição, durante o tratamento é recomendado oferecer ao paciente alimentos líquidos ou pastosos, que são mais fáceis de engolir².

 

No caso de orquite (inflamação nos testículos), o repouso e o uso de suspensório escrotal são fundamentais para o alívio da dor⁴.

 

Para acessar as referências bibliográficas desta seção, clique aqui

 

PREVINA-SE, NÓS APOIAMOS ESTA IDEIA

Rua Domiciano Santana, 270 | Bairro Água Branca | Avaré-SP

Telefone: 14 3731-3251 - Celular:  14 99832-3006  - 14 99128-9439

 

© 2016 Clínica e Imunológica São Luís - Todos direitos reservados